segunda-feira, 29 de abril de 2013

215ª

Não compreendo o ser humano por não conseguir lutar quando deve e por desistir quando sabe do que é capaz. Não compreendo a vida, quando às vezes é injusta, compreendo sim, os motivos que nos levam a ser injustos com nós mesmo. Compreendo o tempo, que anda sempre para a frente. Compreendo os dias, que passam. Compreendo as horas, que correm. Não compreendo a solidão, que está sempre acompanhada por alguém. Compreendo o sol, por com o passar de tanta tempestade, mantêm-se sempre lá cima, brilhando. 

domingo, 28 de abril de 2013

sábado, 27 de abril de 2013

213ª

E se tudo isto fosse diferente? Os dias maiores, não nas horas, mas da maneira como os aproveitamos.
As pessoas sendo tratadas de melhor forma. Não precisavam de que lhes oferecessem dinheiro, precisam apenas de respeito. Quanto às ilusões, às desilusões, decepções, etc... Seria péssimo se não tivesses nada disso na tua vida. Não aprenderias qual o lado bom depois do mau...

quinta-feira, 25 de abril de 2013

212ª

Não é por quereres o melhor para ti que os outros te vão ajudar. Não é por achares que és um/uma bom/a amigo/a que os outros vão dizer isso mesmo. Não és fraca por caíres 9 vezes. És forte por levantares 10. Não és tola por chorares numa conversa. És sensível ao expressares os teus sentimentos. Não és parva por numa discussão dizeres o que nunca te passou pela cabeça alguma vez dizer. És impulsiva sim, mas também uma discussão nem sempre é boa. Não és estúpida por esperares demasiado dos outros. Apenas tens esperanças que algum dia te surpreendam da maneira que queres. Não és burra por acreditares num "para sempre". Até os olhos mais feios brilham e até os mais bonitos choram.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

211ª

Podes perder em tudo, mas, acredita, em cada derrota, a experiência torna-se maior!

domingo, 21 de abril de 2013

sábado, 20 de abril de 2013

quinta-feira, 18 de abril de 2013

terça-feira, 16 de abril de 2013

207ª

Tens de aprender que a facilidade de perderes algo que pensavas que será para sempre, é grande, e que por isso, pode acabar no instante que aparentava ser maravilhoso.

domingo, 14 de abril de 2013

206ª

Não pergunte ao tempo o que ele quer que você faça. Pergunte-lhe antes o que ele vai fazer por você e se o silêncio pairar no meio da resposta, por favor, sente-se e espere que o tempo passe. Tudo passa à excepção de uma coisa, a vontade de voltar atrás.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

205ª

Há momentos para tudo, mas se a vida não nos permitir viver todos, ao menos gozamos aqueles que podemos.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

204ª

Por vezes tropeçamos, mas, por outras fazemos com as pedras que nos fizeram cair um caminho mais bonito.

terça-feira, 9 de abril de 2013

203ª

Seguras o choro quando tens mais vontade de chorar e quando estás sozinha por vezes choras sem sequer saberes porque o fazes. Isso tem uma explicação, aguentar às vezes é preciso mas explodir e deitar tudo cá para fora, também é necessário acontecer. Somos fortes quando pensamos não o ser, somos cautelosos quando o que mais precisamos é de arriscar, somos pensativos quando devemos agir, vamos quando queremos ficar, fugimos quando temos a solução, permanecemos quando necessitamos de fugir, choramos quando devemos rir, fazemos escolhas quando pensamos que na realidade não são escolhas, mas sim, actos, preferências, ou até caminhos estranhos. Tudo isto parece funcionar ao contrário, mas sabes, talvez tenha de ser assim, para de repente aquilo que pensas ou que achas que não tem o mínimo significado seja o teu momento mais marcante, lembra-te nada é ao acaso tudo tem uma razão que se torna a explicação...

quinta-feira, 4 de abril de 2013

202ª

Não foi por mal, não foi uma escolha, não foi medo ou receio dum outro dia, apenas, no dia errado fizeste a coisa certa.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

201ª

Queres saber como é a vida? Anda e não olhes para trás, vais perceber que ela anda sempre para frente mesmo quando estás caído.

terça-feira, 2 de abril de 2013

200ª

Não sei se a palavra certa é saudade, mas saudade existe quando existem momentos na memória.